Blog

HomeiMindsetGTD – A técnica de produtividade para fazer o que tem que ser feito!
GTD

GTD – A técnica de produtividade para fazer o que tem que ser feito!

A produtividade é algo que tem sido cada vez mais buscado no mundo moderno, afinal de contas, com cada vez mais coisas para serem feitas e um dia que sempre vai durar 24 horas, é primordial que cada minuto seja aproveitado, para que o dia não acabe com aquela sensação de que você poderia ter feito mais ou que não fez tudo o que precisava fazer.

E é exatamente por isso que técnicas que aumentam a produtividade diária têm sido cada vez mais procuradas, tudo para que o dia seja aproveitado em seu máximo.

Pensando nisso, nós reunimos aqui maiores informações sobre o GTD, uma técnica de produtividade que torna possível que você estabeleça as suas prioridades e torne o seu dia produtivo, tudo sem que haja aumento do estresse ou da irritabilidade.

GTD – Getting Things Done

O GTD, ou Getting Things Done – fazendo as coisas acontecerem, em tradução livre – Uma metodologia de gerenciamento de tempo que visa a produtividade e que foi colocada na forma de um livro por David Allen.  Ela consiste em uma fórmula que é antiestresse e que ensina a estabelecer prioridades e também a entregar soluções dentro do prazo estabelecido.

Segundo Allen, a preocupação constante e improdutiva com todas as coisas que temos que fazer todos os dias é o maior consumidor individual de tempo e energia. E é exatamente por isso que ele ensina a ir na contramão disso e aproveitar o seu tempo de maneira completa e produtiva.

Entre as técnicas que fazem parte do método GTD está colocar tudo para fora, ou seja, tirar tudo o que você precisa fazer da sua cabeça e colocar em um papel aquilo que precisa ser feito. Vinda da hipótese de que os pensamentos frequentes sobre o que precisamos fazer são aquilo que trazem o sentimento de estresse, colocar tudo o que estamos pensando para fora é não só uma maneira de se organizar, como também uma forma de evitar o estresse.

Não importa se são as suas tarefas profissionais, da faculdade ou mesmo pessoais, pegue um papel, uma nota no celular ou mesmo o computador e escreva ali tudo o que você precisa fazer. Automaticamente você vai se sentir melhor.

Outra técnica dentro do GTD é se perguntar se algumas das atividades que você marcou em seu papel não são simples e rápidas de serem realizadas. Segundo Allen, tudo o que você anotou e que não leva mais de dois minutos deve ser feito na hora. Ou seja, precisa ligar para alguém? Ligue na hora.

Precisa pagar uma conta online? Pague na hora. Automaticamente você vai diminuir drasticamente o tamanho da sua lista de afazeres apenas eliminando as tarefas mais simples e rápidas.

Além disso, é preciso também classificar as suas tarefas. Caso elas não sejam ações rápidas, elas podem ser delegadas, agendadas ou inseridas em um projeto.

O GTD se divide em cinco grandes grupos: coleta de informações, processamento, organização das coisas, revisão e execução do trabalho semanal.  Para saber ainda mais sobre o GTD, o site da Call Daniel disponibiliza o link do e-book de introdução ao GTD em português.

 

Posted by
Burilli é empresario, empreendedor digital a mais de 12 anos. Criador de diversos infoprodutos e projetos sociais, cujo conteúdo tem ajudado milhares de pessoas em vários países, sempre buscando agregar valor à vida das pessoas.

Leave a Comment