Category : Marketing Digital

HomeArchive by Category "Marketing Digital"
Read More
circus-tent-3150332_960_720

O que o circo tem pra nos ensinar sobre marketing digital?

 

No fim de semana fomos ao circo. E tive uma puta lição de marketing e humildade.

O mercado digital brasileiro ainda engatinha, e é muito comum que, quando as pessoas o descobrem, vislumbram um verdadeiro El Dorado.

Muitos enxergam o marketing digital como se fosse uma coisa especial que substituiu o “velho marketing”.

Mas na verdade apenas aplicamos princípios fundamentais de marketing, que são seculares.

As estratégias de marketing de conteúdo são um exemplo disso. Tem gente que acha que isso é “coisa da internet”.

Nesse circo, pude ver que o marketing de conteúdo existe até quando as pessoas nem sabem que o estão aplicando (e que talvez nem tenham ouvido falar do termo).

As famílias são atraídas ao circo para assistirem ao espetáculo. Mas não é nisso que o circo realmente fatura.

Nesse circo, os ingressos custavam R$ 10 e R$ 15 (crianças e adultos, respectivamente).

Lá dentro, aguardando o início, pipocas, refrigerantes, algodão doce e uma variedade de brinquedos são ofertados.

Algodão doce é 5 pilas, assim como a água, a pipoca, etc… Os brinquedos iam de R$ 10 para cima.

O espetáculo começa, com meus filhos abocanhando o algodão doce que compramos para cada um.

Terminaram o doce, e bateu aquela sede…. mais duas águas. Até aqui, já dobrei o ticket de venda das entradas do espetáculo das crianças.

O espetáculo vai rolando, e logo eles pedem pipoca. Mais uma para cada. Eles já gastaram mais em produtos up-sell que com as entradas deles.

Em um dado momento, o espetáculo anuncia um intervalo, e sobem no palco alguns dos funcionários do circo apresentando os brinquedos à venda.

Mas nem preciso dizer que vendiam como água.

O espetáculo continua. A atração mais aguardada pelas crianças fica pro final: o Homem de Ferro e o Transformer Bumblebee.

Mesmo sendo duas pessoas usando umas fantasias bem capengas, a criançada fica ensandecida.

E, encerrando espetáculo, o apresentador anuncia que as crianças podem tirar uma foto com os fantasiados de heróis (usando os próprios celulares dos pais) pelo módico preço de R$ 5.

Forma-se uma grande fila.

A sessão que pegamos não estava cheia, umas 30 famílias no máximo. Fiz uma conta de padaria considerando um ticket médio de R$ 105… um faturamento de R$ 100 mil no mês (pois fizeram 8 sessões por semana).

Se isso é muito, ou pouco… depende. Há que se considerar que circos não pagam ISS, e são contemplados na lei Rouanet desde 2011.

O que eu sei é que no estacionamento dos donos do circo, ao lado dos trailers de onde moram, eu vi uma pick-up RAM Laramie (que custa uns R$ 250 mil), e um Camaro amarelo, propriedade dos chefes (segundo o funcionário com quem conversei).

Talvez vocês devam estar se perguntando onde entra o marketing de conteúdo nisso tudo…

Então eu te pergunto: as pessoas vão no circo com qual finalidade?

 

Bruno Breda Dos Santos


Read More
PBN

PBN: E você, Já ouviu falar?

Quando se pensa em criar um blog, algumas vezes para escrever coisas de nosso interesse e outras voltadas ao viés de negócio, muitos encontram problemas para alavancar o que foi produzido.

Os blogs são inúmeros em toda a internet, mas estão todos eles sujeitos a não serem notados ou a entrar em esquecimento. Visando isso, os blogueiros costumam aumentar o fluxo de visitas de seus blogs produzindo conteúdo massivamente, divulgando em redes sociais e se doando por longos períodos de trabalho.

Mesmo com todos os esforços para otimizar a página e fazer do blog um sucesso, os blogs muitas vezes acabam se tornando motivos de decepção para seus idealizadores por não alcançar o resultado esperado.  Mas, existe uma maneira mais simplificada e eficiente de conseguir alavancar as visualizações de um blog.

A PBN (Private Blog Network) é uma técnica de SEO muito utilizada no mundo inteiro e com ela pode-se utilizar links para uma URL e aumentar consideravelmente a sua quantidade de visualizações. Com a PBN, os sites podem subir posições nas pesquisas feitas pelos buscadores.

Como se dá a construção de uma PBN?

A técnica é uma estratégia para fazer com que money sites ou mini sites apareçam entre as primeiras posições no Google, como já foi dito antes. Mas, como ela acontece?

As PBNs podem ser construídas usando seus próprios domínios gratuitos, os mais usados costumam ser wordpress, blogspot e tumblr. Mas, usar domínios próprios específicos não é uma opção tão eficiente de conseguir as visualizações que precisa, além do trabalho que é necessário para fazê-lo.

O ideal é que se use os domínios expirados. Esses domínios já foram muito visitados há algum tempo atrás, mas o dono daquele blog simplesmente o deixou de lado ou desistiu dele e ele acabou saindo do ar.

Logo, deve-se pesquisar uma boa quantidade desse tipo de domínio, de preferência os blogs que foram mais relevantes e receberam o maior número de visitas possível. Após a pesquisa, pode-se comprar esses domínios do Google e, assim, montar uma PBN ligando esses links populares ao blog desejado.

Por que fazer PBN?

Criar uma rede de blogs privados é extremamente útil para guinar o número de visitas do mini site. No caso de venda de produtos, por exemplos, é importante divulgar o que vende e isso está diretamente ligado aos ganhos financeiros.

O problema de criar um blog do zero e com domínio novo é que será muito complicado conseguir fazer com que o blog apareça nas boas posições do Google. Pois, as palavras-chaves vão sempre direcionar páginas com maior número de visitas e consequentemente, maior credibilidade suposta.

O que a PBN faz é induzir o Google a entender, por meio daqueles blogs que um dia foram muito visitados e que estão ligados ao blog em questão, que o seu mini site merece um lugar de destaque entre os resultados de busca.

Afinal, existem várias outras páginas, algumas bem relevantes, apontando para aquele determinado domínio.

 

Read More
Inbound Marketing

Inbound Marketing: você sabe o que é?

O mercado digital tem se tornado um ambiente cada dia mais competitivo e também com uma concorrência cada vez maior. Afinal de contas, a internet é um lugar onde qualquer um pode começar a empreender e desenvolver um negócio próprio, o que não necessariamente significa que todos eles vão ter sucesso.

E é exatamente por conta dessa competitividade alta que cada vez mais novas estratégias têm surgido como uma forma de destacar aqueles que sabem utilizá-las de maneira eficiente.

Afinal de contas, quando tem muitas pessoas fazendo a mesma coisa é preciso saber se sobressair caso se deseje ter sucesso.

Uma das estratégias que mais tem feito sucesso e que vem ganhando um espaço cada vez maior é o inbound marketing.

E é para que você saiba tudo sobre esta estratégia que tem se tornado uma verdadeira febre nos negócios digitais é que nós reunimos aqui diversas informações sobre ela.

Afinal de contas, o que é o inbound marketing?

Considerada relativamente nova, o inbound marketing é uma estratégia de marketing que tem feito cada vez mais sucesso.

Ela basicamente consiste na ideia de que não só o compartilhamento, mas também a criação de um conteúdo seja baseada não só na qualidade, mas também na distribuição para um público-alvo específico, conseguindo tudo isso por meio de técnicas usadas no marketing digital.

De maneira bem resumida, o inbound marketing consiste na utilização de praticamente todas as estratégias de marketing digital que tenham como objetivo final conquistar o interesse das pessoas no lugar de comprar as pessoas, algo que é feito no marketing comum, conhecido como outbound marketing.

Ou seja, é uma técnica completamente oposta ao marketing antigo, que buscava ir atrás dos clientes ativamente,  ou seja, empurrar diversos produtos e serviços para serem consumidos pelos clientes.

O inbound marketing, principalmente quando em comparação com o outbound marketing é dono de inúmeras vantagens. Isso porque, mais do que ser mais barato do que o marketing convencional, o inbound marketing também tem apresentado resultados muito mais expressivos do que o irmão tradicional.

Para se ter uma ideia, as técnicas de inbound marketing se apresentam com um custo cerca de 60% menor do que as técnicas de outbound marketing, que até então era a estratégia de marketing preferida não só no ambiente digital, como também fora dele.

Mais ainda, o ROI – retorno sobre investimento – médio de estratégias de inbound marketing é de 275%, um número realmente surpreendente e impressionante.

Por fim, o inbound marketing é uma técnica que se mostra de acordo com o novo perfil do consumidor, principalmente o digital. Isso porque ele trabalha para cativar o interesse do cliente por meio da qualidade daquilo que você produz, seja isso o seu conteúdo ou um determinado serviço, o que aumenta consideravelmente as chances de fidelização do cliente, um processo que tem sido cada vez mais buscado pelas empresas.

Afinal de contas, estudos já provaram que é mais lucrativo e mais barato fidelizar clientes do que sempre estar cativando novos.

Read More
erros-que-todo-afiliado-comete

Erros que todo afiliado comete (e não deveria cometer)

O programa de afiliados é um dos negócios mais procurados na internet por pessoas que desejam ter um negócio virtual. Tudo porque os programas são uma das maneiras mais simples e práticas de conseguir obter bons rendimentos trabalhando na internet, podendo até mesmo se tornarem a principal fonte de renda do usuário, que muitas vezes entra nos programas de afiliados como uma forma de obter uma renda alternativa.

Mas, como em praticamente todo negócio, é natural que praticamente todo afiliado, principalmente aquele que é iniciante, cometa uma série de erros que prejudicam o negócio e que não deveriam ser cometidos.

E é exatamente pensando nisso que nós separamos aqui uma lista com diversos erros que todo afiliado comete e não deveria cometer, tudo para que você preste atenção e não os cometa em seu negócio.

Afinal de contas, quanto menos erros, mais lucrativo o programa de afiliados pode ser.

 

Insegurança

A insegurança no meio é um dos erros mais encontrados entre pessoas que fazem parte de programadas de afiliados. Isso porque grande parte dos afiliados tem medo de se arriscar em programas maiores e mais eficientes simplesmente pelo fato de não terem muita experiência dentro do mercado.

Uma boa dica para driblar essa insegurança e começar a impulsionar verdadeiramente o seu negócio é começar aos pouco, investindo quantidades bem baixas de dinheiro, apenas para pegar a prática no negócio e deixar a insegurança de lado para arriscar e realmente conseguir lucrar dentro do programa de afiliados.

O segredo aqui é não ter medo, procurar buscar cursos e informações, e se arriscar no negócio que você escolheu para si.

 

Divulgar o seu link de afiliado errado

Por incrível que pareça muitos afiliados começam divulgando o seu link de afiliado com erros. Algumas vezes divulgam faltando alguma letra ou fazendo uso de encurtadores de url sem o redirecionamento correto.

Todos estes erros fazem com que o sistema não gere comissão.

Na Plataforma Hotmart por exemplo, o seu Hotlink de afiliado é um código identificador único, que está vinculado a sua conta na Hotmart referente àquele produto específico e, dessa forma, conseguem identificar que a venda foi realizada por você. Para cada produto que você promove, você terá um Hotlink com um código específico para divulgar aquele produto. Os Hotlinks sempre apareceram neste padrão:

http://hotmart.net.br/show.html?a=X123456Z

O código X123456Z do exemplo é o código do afiliado, relacionado ao usuário e ao produto em questão. Cada afiliação que você tiver apresentará um código diferente.

Se atente para este detalhe importantíssimo

 

Não criar uma lista de contatos

Sem dúvida alguma, este é um dos maiores erros cometidos por afiliados, sejam eles iniciantes ou não. Isso porque, diversas pessoas começam a investir no programa de afiliados já procurando em programas, como o Hotmart, por exemplo, produtos de alta saída e da moda, já pensando em atinfir um número determinado de pessoas.

O problema com isso é que, na ânsia de tentar vender para o maior número de pessoas possível, os afiliados não criam uma lista organizada de contatos, um dos piores erros que podem ser cometidos dentro de um programa de afiliados por quem deseja lucrar com o método.

Ao invés de se desesperar, o ideal é que o afiliado crie uma lista organizada de contatos e comece, aos poucos, a se relacionar com ela, entendendo as necessidades de cada cliente e cada pessoa, realizando estratégias específicas para atingir determinadas necessidades, o que consequentemente aumenta as chances de venda.

Aqui vale lembrar que “atirar para todos os lados” dificilmente é uma estratégia que gera resultados, afinal de contas, é muito difícil realizar uma venda sem saber especificamente o que determinada pessoa está realmente precisando.

Além disso, há um grande problema de comunicação, onde o afiliado se esquece que por trás das vendas existem pessoas reais, que são incentivadas por meio de estratégias de comunicação.

 

 

Read More
Ferramentas pouco conhecidas

Ferramentas pouco conhecidas (e fantásticas) para iempreendedores

 

Ser um empreendedor digital é uma alternativa de negócio que tem atraído cada vez mais pessoas. Afinal de contas, ser o seu próprio chefe, ter uma empresa própria e ainda poder trabalhar não só de casa, mas de qualquer lugar é uma possibilidade que agrada a muitos que desejam ao mesmo tempo ter bons rendimentos e também ganhar uma boa qualidade de vida.

A grande vantagem é que isso é algo mais possível do que nunca, tudo porque existem cada vez mais alternativas e ferramentas na internet que fornecem todos os serviços que você precisa de maneira simples e rápida.

E é exatamente pensando nisso que nós reunimos aqui três ferramentas pouco conhecidas na internet, mas que são simplesmente fantásticas para pessoas que são empreendedoras digitais.

 

Pushcrew

O Pushcrew nada mais é do que uma ferramenta de notificações para um usuário de um determinado site. Ou seja, é uma ferramenta que você coloca na sua página para quem visita ela.

Todas as vezes que alguém entrar no seu site, por meio do Pushcrew, ele vai receber uma notificação para que ele autorize a receber de maneira automática as atualizações do seu site, como novos artigos, novos posts, ou seja, tudo o que você coloca lá, de maneira direta em sua tela. Dessa forma, automaticamente ele é linkado com o conteúdo postado no seu site.

 

Hotjar

Se o que você deseja é implementar algumas métricas no seu site, o Hotjar é a ferramenta perfeita para isso. Muito pouco conhecida no ambiente digital ela é muito útil.

Isso porque, quando você é dono de um site ou de um blog, é extremamente necessário que você tenha uma maneira precisa de controlar a maneira como os seus visitantes interagem com o conteúdo. Esses dados vão ser o que dirão o que dá certo e também o que não funciona na sua página, permitindo que você trabalhe sempre da melhor maneira possível.

E é exatamente isso que o Hotjar faz. Por meio de uma série de métricas, ele fornece a você todos os dados que você precisa saber sobre a sua página, como a interação que os visitantes têm com o seu conteúdo, de onde vieram os acessos, onde as pessoas abandonaram o site e muitas outras informações.

 

SEM Rush

Também pouco conhecido, o SEM Rush pode se tornar um grande diferencial no seu site. Isso porque ele é uma ferramenta voltada para a análise de palavras-chave, que são essenciais para melhorar o posicionamento do seu site nos resultados dos mecanismos de buscas.

Com o SEM Rush, você consegue observar o trabalho da sua concorrência, quais palavras ela está usando e até mesmo quais delas estão sendo investidas em links patrocinados, conseguindo converter tudo isso em seu benefício.

Vale lembrar que esses dados são números estimados, que são obtidos por uma ferramenta de SEO.

  • 1
  • 2