Category : iMindset

HomeArchive by Category "iMindset"

Pense diferente! (Think Different) – Trecho do comercial da Apple legendado

 

Texto Original em Inglês

Here’s to the crazy ones.
The misfits.
The rebels.
The troublemakers.
The round pegs in the square holes.

The ones who see things differently.

They’re not fond of rules.
And they have no respect for the status quo.

You can quote them, disagree with them,
glorify or vilify them.
About the only thing you can’t do is ignore them.

Because they change things.

They push the human race forward.

While some may see them as the crazy ones,
we see genius.

Because the people who are crazy enough to think
they can change the world, are the ones who do.

— Steve Jobs, 1997

 


 

Texto Traduzido

Isto é para os loucos. Os desajustados. Os rebeldes. Os criadores de caso. Os que são peças redondas nos buracos quadrados.
Os que vêem as coisas de forma diferente. Eles não gostam de regras. E eles não têm nenhum respeito pelo status quo. Você pode citá-los, discorda-los, glorificá-los ou difamá-los.

A única coisa que você não pode fazer é ignorá-los. Porque eles mudam as coisas.
Eles inventam. Eles imaginam. Eles curam. Eles exploram. Eles criam. Eles inspiram.
Eles empurram a raça humana para frente.
Talvez eles tenham que ser loucos.
Como você pode olhar para uma tela em branco e ver uma obra de arte? Ou sentar em silêncio e ouvir uma música jamais composta? Ou olhar para um planeta vermelho e ver um laboratório sobre rodas?
Enquanto alguns os vêem como loucos, nós vemos gênios. Porque as pessoas que são loucos o suficiente para achar que podem mudar o mundo, são as que de fato, mudam.

 

 

Read More
circus-tent-3150332_960_720

O que o circo tem pra nos ensinar sobre marketing digital?

 

No fim de semana fomos ao circo. E tive uma puta lição de marketing e humildade.

O mercado digital brasileiro ainda engatinha, e é muito comum que, quando as pessoas o descobrem, vislumbram um verdadeiro El Dorado.

Muitos enxergam o marketing digital como se fosse uma coisa especial que substituiu o “velho marketing”.

Mas na verdade apenas aplicamos princípios fundamentais de marketing, que são seculares.

As estratégias de marketing de conteúdo são um exemplo disso. Tem gente que acha que isso é “coisa da internet”.

Nesse circo, pude ver que o marketing de conteúdo existe até quando as pessoas nem sabem que o estão aplicando (e que talvez nem tenham ouvido falar do termo).

As famílias são atraídas ao circo para assistirem ao espetáculo. Mas não é nisso que o circo realmente fatura.

Nesse circo, os ingressos custavam R$ 10 e R$ 15 (crianças e adultos, respectivamente).

Lá dentro, aguardando o início, pipocas, refrigerantes, algodão doce e uma variedade de brinquedos são ofertados.

Algodão doce é 5 pilas, assim como a água, a pipoca, etc… Os brinquedos iam de R$ 10 para cima.

O espetáculo começa, com meus filhos abocanhando o algodão doce que compramos para cada um.

Terminaram o doce, e bateu aquela sede…. mais duas águas. Até aqui, já dobrei o ticket de venda das entradas do espetáculo das crianças.

O espetáculo vai rolando, e logo eles pedem pipoca. Mais uma para cada. Eles já gastaram mais em produtos up-sell que com as entradas deles.

Em um dado momento, o espetáculo anuncia um intervalo, e sobem no palco alguns dos funcionários do circo apresentando os brinquedos à venda.

Mas nem preciso dizer que vendiam como água.

O espetáculo continua. A atração mais aguardada pelas crianças fica pro final: o Homem de Ferro e o Transformer Bumblebee.

Mesmo sendo duas pessoas usando umas fantasias bem capengas, a criançada fica ensandecida.

E, encerrando espetáculo, o apresentador anuncia que as crianças podem tirar uma foto com os fantasiados de heróis (usando os próprios celulares dos pais) pelo módico preço de R$ 5.

Forma-se uma grande fila.

A sessão que pegamos não estava cheia, umas 30 famílias no máximo. Fiz uma conta de padaria considerando um ticket médio de R$ 105… um faturamento de R$ 100 mil no mês (pois fizeram 8 sessões por semana).

Se isso é muito, ou pouco… depende. Há que se considerar que circos não pagam ISS, e são contemplados na lei Rouanet desde 2011.

O que eu sei é que no estacionamento dos donos do circo, ao lado dos trailers de onde moram, eu vi uma pick-up RAM Laramie (que custa uns R$ 250 mil), e um Camaro amarelo, propriedade dos chefes (segundo o funcionário com quem conversei).

Talvez vocês devam estar se perguntando onde entra o marketing de conteúdo nisso tudo…

Então eu te pergunto: as pessoas vão no circo com qual finalidade?

 

Bruno Breda Dos Santos


Read More
GTD

GTD – A técnica de produtividade para fazer o que tem que ser feito!

A produtividade é algo que tem sido cada vez mais buscado no mundo moderno, afinal de contas, com cada vez mais coisas para serem feitas e um dia que sempre vai durar 24 horas, é primordial que cada minuto seja aproveitado, para que o dia não acabe com aquela sensação de que você poderia ter feito mais ou que não fez tudo o que precisava fazer.

E é exatamente por isso que técnicas que aumentam a produtividade diária têm sido cada vez mais procuradas, tudo para que o dia seja aproveitado em seu máximo.

Pensando nisso, nós reunimos aqui maiores informações sobre o GTD, uma técnica de produtividade que torna possível que você estabeleça as suas prioridades e torne o seu dia produtivo, tudo sem que haja aumento do estresse ou da irritabilidade.

GTD – Getting Things Done

O GTD, ou Getting Things Done – fazendo as coisas acontecerem, em tradução livre – Uma metodologia de gerenciamento de tempo que visa a produtividade e que foi colocada na forma de um livro por David Allen.  Ela consiste em uma fórmula que é antiestresse e que ensina a estabelecer prioridades e também a entregar soluções dentro do prazo estabelecido.

Segundo Allen, a preocupação constante e improdutiva com todas as coisas que temos que fazer todos os dias é o maior consumidor individual de tempo e energia. E é exatamente por isso que ele ensina a ir na contramão disso e aproveitar o seu tempo de maneira completa e produtiva.

Entre as técnicas que fazem parte do método GTD está colocar tudo para fora, ou seja, tirar tudo o que você precisa fazer da sua cabeça e colocar em um papel aquilo que precisa ser feito. Vinda da hipótese de que os pensamentos frequentes sobre o que precisamos fazer são aquilo que trazem o sentimento de estresse, colocar tudo o que estamos pensando para fora é não só uma maneira de se organizar, como também uma forma de evitar o estresse.

Não importa se são as suas tarefas profissionais, da faculdade ou mesmo pessoais, pegue um papel, uma nota no celular ou mesmo o computador e escreva ali tudo o que você precisa fazer. Automaticamente você vai se sentir melhor.

Outra técnica dentro do GTD é se perguntar se algumas das atividades que você marcou em seu papel não são simples e rápidas de serem realizadas. Segundo Allen, tudo o que você anotou e que não leva mais de dois minutos deve ser feito na hora. Ou seja, precisa ligar para alguém? Ligue na hora.

Precisa pagar uma conta online? Pague na hora. Automaticamente você vai diminuir drasticamente o tamanho da sua lista de afazeres apenas eliminando as tarefas mais simples e rápidas.

Além disso, é preciso também classificar as suas tarefas. Caso elas não sejam ações rápidas, elas podem ser delegadas, agendadas ou inseridas em um projeto.

O GTD se divide em cinco grandes grupos: coleta de informações, processamento, organização das coisas, revisão e execução do trabalho semanal.  Para saber ainda mais sobre o GTD, o site da Call Daniel disponibiliza o link do e-book de introdução ao GTD em português.

 

Read More
536317_nebo_oblaka_vozduh_goluboy_vyisota_2400x1600_(www.GdeFon.ru)

Desabafo

Quero desabafar algo aqui…

Não sei o que está acontecendo com o nosso mercado digital. Mas parece que cada dia as pessoas se desesperam pra “gerar mais resultados” e começam a passar por cima uma das outras.

Exatamente como já aconteceu algumas vezes em shows de celebridades, você talvez lembre disso.

São capazes de pisotear até a morte outros seres humanos com gana incontrolável de, incoerentemente, se posicionarem bem e assim estarem mais perto de outro ser humano.

Faz sentido isso?

Será que não há limites?

Sentei outro dia numa roda e ouvi algumas vezes a ideia de “engolir o mercado”…

Mas não só ideias, quais as estratégias pra alcançar isso…

Ok, eu entendo a importância das estratégias para um negócio até sobreviver. Mas será que o objetivo final é de fato “engolir o mercado”?

Será que isso é necessário pra você criar um negócio excelente e ser feliz?

Será que você precisa mesmo “passar o trator na concorrência”?

Será que é isso que vai te trazer a liberdade tanto sonhada?

Não sei se alguns desses pensamentos já passaram por sua cabeça, pela minha já. Independente, te convido a avaliar e pensar se de fato vale a pena corroer seu interior com eles.

E olha, eu sou um cara extremamente competitivo, não me leve a mal… mas ver situações claras onde um passa por cima do outro, sem ética, sem medidas e sem coração, não dá…

E pior, ganhando autoridade em cima de valores errados.

Clemência do alto, pois precisamos.

Um abraço do Dan

Por Dan Cortazio / Adireto

Read More
como-o-mindset-empreendedor-revolucionou-o-mundo

Como o mindset empreendedor revolucionou o mundo?

 

Você já reparou como os grandes empreendedores sempre persistiram nos seus sonhos? Steve Jobs, por exemplo. Mesmo diante de tantas adversidades que enfrentou ao longo de sua carreira conseguiu construir um império tecnológico que faz cada vez mais sucesso.

No Brasil, o que dizer de Silvio Santos? Sua jornada começa com a profissão de camelô e, termina sendo dono de uma das emissoras de televisão mais rentáveis do país. Da mesma forma está à frente de inúmeras empresas dos mais variados segmentos.

Assim como esses empresários, Stan Lee, Thomas Edison, entre tantos outros empreendedores tem algo em comum entre si. Você saberia dizer o que é? Trata-se do mindset empreendedor. Essa expressão faz parte de todas essas pessoas que não desistem facilmente e sabem que vão conseguir realizar o que almejam.

O mindset empreendedor, até pouco tempo atrás, não era conhecido. Porém, o seu significado tem sido compreendido por quem objetiva alcançar seus sonhos como profissional bem-sucedido. Sendo assim, tornou-se uma das expressões mais utilizadas da atualidade.

 

O que é e como funciona?

Mindset significa mentalidade ou configuração mental, ou seja, nada mais é do que aquela voz interior que determina o que uma pessoa deve ou não fazer em todos os setores da sua vida, sejam elas profissionais ou pessoais. Mesmo que a vontade do indivíduo seja outra, essa mensagem é que vai ajuda-lo em suas ações.

Frente a essa definição fica mais fácil escolher qual será a programação mental que deseja instalar em seu dia a dia para que se alcance o que deseja. Ser um melhor empreendedor ou, até mesmo, ser um empreendedor é possível quando se tem a consciência do seu Mindset Empreendedor.

É preciso educar a mente para fazer aquilo que precisa ser feito e isso é possível quando se começa a prestar atenção em alguns detalhes que antes passavam despercebidos como, por exemplo, mudar um estilo de vida ou colocar em prática ações que são fundamentais para o desenvolvimento do seu negócio.

 

Primeiros passos para criar o seu Mindset Empreendedor

Uma das primeiras coisas que devem estar na sua lista de mudança são prioridades, informação e ritmo. Essas três palavras são essências para manter o foco na realização do que deseja.

A segunda coisa é ir além da realidade. Imagine-se estando no lugar que sonha, com as pessoas que sonha e realizando as tarefas que sonha. Isso dará motivação e determinação para a concretização do que quer que seja.

Outro passo importante é tomar cuidado com o que deseja, pois o pensamento é algo poderoso. Sendo assim, tenha claro em sua mente aonde quer chegar e trace metas para que isso seja cumprido. Dê o primeiro passo.

Quando se dá o primeiro passo em qualquer projeto, os outros são uma consequência e se tornam muito mais fáceis. Sendo assim, ouse e desbrave o desconhecido. Isso é primordial.

Converse com pessoas que possam te ajudar nessa jornada, elas podem te elucidar e trazer novas ideias. Muitas vezes o empreendedor só tem um meio de chegar ao que deseja, porém, ao se relacionar com pessoas do mesmo segmento que o seu, elas podem mostrar caminhos mais assertivos e diretos para o seu objetivo.